Lomadee

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Minha Glambox de Janeiro - Prêmio Cosmopolitan de Beleza

Demorou, mas chegou minha caixinha de janeiro e veio recheada :)




Produtinhos:

  1. Avon - Sabonete em Barra Encanto - Delicadeza
  2. Avon - Colônia Ivete Sangalo - 50ml
  3. Avon - Esmalte Gel Finish - Vermelho Desejo
  4. Natura - Sou Hidratante sem fragrância
  5. Novex - Tratamento Condicionante - Meus cachos no poo
  6. Dove - Dove Clinical
  7. Risqué - Esmalte - Meus Souvenirs
  8. Beautycolor - Esmalte Coleção Tango - Drama
O Prêmio Cosmopolitan de Beleza é um dos mais importantes nesse ramo, são escolhidos os melhores produtos do ano por profissionais renomados. A glambox de janeiro veio com alguns dos produtos escolhidos de 2015.

Adorei todos os produtos. Já experimentei a colônia da Ivete Sangalo e gostei bastante.

O hidratante da Natura promete alto poder de hidratação 24 horas textura envolvente, fácil de espalhar e deixa a pele macia. Primeiro hidratante da Natura sem fragrância. 

Uso muito hidratantes por ter a pele ressecada, vamos ver se minha pele aprova esse :)

Quanto aos esmaltes já tenho coleção, pois praticamente todos os meses a glambox me manda um e nessa vieram 3, mas esse do avon é um vermelho lindo e promete fortalecer as unhas em 42%. 
Gosto muito dos esmaltes da Risqué e esse rosa é muito bonito. Já a cor do esmalte da Beautycolor não é aquela cor que faria eu comprar, mas vou ver na unha como fica :D

Já estou ansiosa pela caixinha de fevereiro....

domingo, 3 de janeiro de 2016

Acordar, Viver - Carlos Drummond de Andrade



Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me
àquele reino onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.

Como repetir, dia seguinte após dia seguinte,
a fábula inconclusa,
suportar a semelhança das coisas ásperas
de amanhã com as coisas ásperas de hoje?

Como proteger-me das feridas
que rasga em mim o acontecimento,
qualquer acontecimento
que lembra a Terra e sua púrpura
demente?
E mais aquela ferida que me inflijo
a cada hora, algoz
do inocente que não sou?

Ninguém responde, a vida é pétrea.