Lomadee

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal !!!

Feliz Natal !!!!!


Albanês - Gëzuar Krishtilindjen
Alemão - Fröhliche Weihnachten
Armênio - Shenoraavor Nor Dari yev Pari gaghand
Basco - Zorionak
Bósnio, Croata, Sérvio - Sretan Božić
Castelhano - Feliz Navidad ou Felices Pascuas
Catalão - Bon Nadal
Coreano - Chuk Sung Tan
Esperanto - Gajan Kristnaskon
Esloveno - Vesel božič
Finlandês - Hyvää joulua
Francês - Joyeux Noël
Galês - Nadolig Llawen
Georgiano - Kristas Shobas
Grego - Καλά Χριστούγεννα
Holandês - Prettige Kerstfeest
Inglês - Merry Christmas ou Happy Christmas
Italiano - Buon Natale
Japonês - Merii Kurisumasu (adaptação de Merry Christmas)
Macedônio - Sreken Božić
Mandarim - Kung His Hsin Nien
Português - Feliz Natal
Romeno - Sarbatori Fericite
Russo - S prazdnikom Rozdestva Hristova
Sueco - God Jul
Ucraniano - Z Rizdvom Hrystovym


terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Projeto do MIT testa perna biônica controlada por Bluetooth

Projeto do MIT testa perna biônica controlada por Bluetooth

O professor Hugh Herr, amputado das duas pernas, desenvolveu e testou uma prótese que está sendo considerada a mais avançada já construída. Além de ser tão eficiente quanto pernas biológicas, a prótese poderá no futuro ser ajustada a partir de um aplicativo do iPhone.

Segundo a página de Ciência do site The Register, as pernas funcionam com baterias de lítio-íon e podem ser configuradas para aumentar sua performance em saltos e em corridas.

Herr, que leciona biomecatrônica no MIT, perdeu as duas pernas por causa do gelo em uma expedição de alpinismo em 1982, quando tinha apenas 17 anos. Depois disso, dedicou boa parte do seu tempo buscando criar a prótese ideal, tendo desenvolvido toda uma gama de diferentes pernas cibernéticas.

“O fato de não ter os membros inferiores é uma oportunidade”, diz ele. “Entre o que sobrou da minha perna e o chão, eu posso criar qualquer coisa que eu quiser. Os únicos limites são as leis da física e da minha imaginação.” – disse Herr.

À revista eletrônica Forbes.com, o professor declarou “que não existem pessoas com deficiência, apenas tecnologias deficientes”.

Herr também desenvolveu diversos acessórios para as pernas biônicas, dando às próteses habilidades como aumentar o tamanho da pessoa, garras para escaladas em penhascos de gelo, ou molas feitas em fibra de carbono para corridas.

Mas a obra prima do professor é a PowerFoot, que é uma prótese capaz de empurrar o corpo como fazem os pés naturais ao executarem um passo normal. Existem sensores que permitem que a perna sinta o que está acontecendo, fazendo ela apontar os pés para baixo quando a pessoa está descendo uma escada, por exemplo, ou se desligar quando percebe que o usuário cruzou as pernas.

O modelo PowerFoot pode ser ajustado para aumentar a eficiência ao correr, a partir de um telefone celular que tenha Bluetooth.

Herr promete a criação de um aplicativo do iPhone para facilitar esse processo em um futuro próximo.

Fonte: IG Tecnologia